domingo, 11 de dezembro de 2016

"Não se pode manter o público arruinando o privado"

video
Um vídeo de apenas um minuto e meio, muito pedagógico, onde de forma sintética mas muito clara, ficam bem marcadas as diferenças entre aqueles que querem trabalhar e aqueles que muitos anos depois da queda do Muro de Berlim, continuam a achar que é com jornadas de lutas e destruindo a iniciativa privada, que se consegue um serviço público de qualidade e o tão almejado Estado Social, que a esquerda nunca se cansa de propagar.

É importante nunca nos esquecermos e lembrar os 10% que acham que nos governam, para quem tudo deve ser feito pelo estado e tudo deve ser público, que é "o privado e a iniciativa privada a que gera riqueza e emprego para manter o estado de bem estar", o tal Estado Social, com que tanto gostam de acenar.

Sem comentários: