domingo, 19 de junho de 2016

Porquê 4.000 milhões? De que tem medo o PS?

Incomodados com a recusa do PS em aceitar a Comissão de Inquérito à CGD, a esquerda tenta disfarçar o mau estar com as habituais afirmações que o PSD quer privatizar a CGD e que esta Comissão de Inquérito irá destabilizar o sistema bancário.


Quanto à segunda e caso tal fosse verdade, bastaria o Primeiro Ministro responder às questões que o PSD colocou. O PSD já percebeu que o Sr. Primeiro Ministro foge sempre a prestar os esclarecimentos a que os portugueses têm direito. "Os portugueses têm direito a saber o que é que se passou na CGD e o porquê destas necessidades. Temos de compreender muito bem como é que a Caixa chegou a esta situação"

Os portugueses têm de saber o que incomoda tanto o Senhor Primeiro Ministro nesta questão.

É ou não verdade que a quase totalidade do crédito malparado que está na CGD, e que é uma das razões para a necessidade de recapitalização, foi decidido num tempo em que as decisões emanavam de um Governo a que António Costa pertenceu?

É ou não verdade que ao contrário do que o governo pretende, não são necessários 4 mil milhões de euros, pois os dados revelam que 1,7 mil milhões são suficiente face às novas regras do BCE?

Fica claro que, com o pedido de criação desta Comissão de Inquérito, o PSD não tem nada a esconder, com a gestão da CGD durante os últimos 4 anos, durante os quais os rácios de capital da CGD melhoraram muito. O que está em causa é a falta de transparência do governo neste processo.

video
Excertos da intervenção do Líder Parlamentar do PSD, Luís Montenegro, no debate quinzenal com o Primeiro Ministro, na passada quarta-feira 15 de Junho




A ler na integra!

Sem comentários: