domingo, 24 de fevereiro de 2013

Para reflectir

A intervenção da secretária-geral da União Internacional de Jovens Socialistas, durante a reunião da Internacional Socialista em Cascais no inicio deste mês, deve ser merecedora de reflexão por todos nós, sejamos ou não socialistas e como o sabem, eu não o sou.

Beatriz Talegón, dirigiu-se aos líderes socialistas, mas as suas palavras vão muito para além do mundo socialista, que devem ser escutadas por todos, pois reflectem o que na realidade se passa e que muitos se recusam a querer ver. Os protestos não são nem contra nem a favor de alguém. As pessoas protestam porque estão a ver a sua vida ser afectada directamente. Como disse “O que nos deveria doer é que eles estão a pedir democracia, a pedir liberdade, (...) e nós não estamos aí”.

Apesar das criticas de que também foi alvo, esta mensagem é transversal a todos os partidos democráticos, que a deviam interpretar e adaptar as suas formas de agir e comunicar.

video

Veja aqui a intervenção na integra, e leia no Público e no DN

Sem comentários: